Um Malandro em Paris

Lançamento do disco

MICHEL TASKY voz

Rafael Mallmith violão 7 cordas e guitarra 

Fernando Leitzke piano e acordeão 

Marcus Thadeu percussão / Edgar Araujo bateria

Pedro Aune contrabaixo / Marcelo Cebukin sopros

O Samba faz parte integrante da  alma da cidade do Rio de Janeiro. Sua Origem no maxixe e no choro o transformou em várias vertentes que compõe um mosaico de ritmos diferentes e potentes que iluminam o mundo do samba. Em todos esses sub-gêneros rítmicos, procurei identificar, numa pesquisa  minuciosa, os sambas que envolvem algum elemento relacionado ao imaginário que o Brasil tem sobre a França; A opção por uma formação do tipo "Gafiera", que originalmente era um espaço para dança, mas que hoje representa um tipo de formação musical incluindo baixo, bateria, violão, teclados e sopros, permite arranjos mais ousados e mais próximos do primo musical jazzístico. O Projeto  "Um Malandro em Paris" tira seu nome da música do Denis Brean do mesmo nome, e reúne Maxixe, Samba-Enredo, Samba de Raiz, Samba de Breque. O CD "Um Malandro em Paris" é o mais recente projeto de Michel Tzsky. Sob a direção musical de Rafael Mallmith, seis músicas do show foram regravadas além de três inéditas de Michel e uma inédita de Mauricio Carrilho e Vidal Assis. 10 arranjadores foram chamados para dar vida a essas músicas. Leandro Braga, Eduardo Neves, Guto Wirtti, Lucas Porto, Luis Barcelos, Rafael Mallmith, Jayme Vignoli, Fernando Leitzke e Thiago da Serrinha.

qua 19 | 19:00
Local: 
Auditório Radamés Gnatalli

Desenvolvido pelo Laboratório Ipê.