Casa do Choro recebe exposição "Imagem Recitativa"

 

Por Gabriel Leite

 

Imagem Recitativa apresenta obras de dois artistas que, através de distintas trajetórias e personalidades, privilegiam um tema em comum – o lirismo popular. Gravuras e telas que sublinham, além do olhar, uma atmosfera recitativa de música e versos intrínsecos, conjugando tradição e sentimento brasileiro.

A mostra reúne obras de diversificados momentos desses artistas, incluindo trabalhos que ilustraram importantes produções musicais e literárias. A proposta da exposição­ na Casa do Choro surgiu com o objetivo de revelar vínculos entre as artes, criando um espaço de convivência para que esse diálogo tenha maior difusão e desdobramento. A exposição dos artistas Ciro Fernandes e Renato Amorim celebra essa admiração mútua entre artes plástica, poesia e música.

 

CIRO FERNANDES - Paraibano de Uiraúna, é um dos maiores nomes da tradição brasileira na arte da gravura, especialmente da xilogravura. Iniciou-se desde criança no desenho e no trabalho artesanal. Entre obras e ofícios, foi pintor de bois nas paredes dos açougues em São Paulo quando migrou com 17 anos, foi diretor de arte de três agências no Rio de Janeiro e ilustrou em (?) o Jornal do Brasil. Desde numerosas capas dos folhetos de cordel do nordeste, Ciro sempre se manteve próximo das letras, ilustrando livros de grandes clássicos assim como de autores contemporâneos brasileiros.

Na madeira, é conhecedor com artesania. Flui no veios, grava a alma nordestina expressa em talhos precisos, fortes e requintados. Compõe uma história do sertão. Entinta a matriz, e quando impressa, florescem imburanas e cajazeiros, cantam os pássaros e violas, é tempo de colheita e festa com martelo agalopado.

RENATO AMORIM - Natural de Minas Gerais, Renato Amorim transferiu-se para o Rio de Janeiro em 1997, quando ingressou no curso de Pintura da UFRJ. Começou a atuar profissionalmente no início da década seguinte expondo em diversos espaços culturais da cidade, a exemplo da mostra coletiva “Desenhos e Gravuras”, realizada na Galeria do IBEU em 2004. No mesmo período iniciou-se na arte da Ilustração de obras musicais, tendo seus desenhos e pinturas em encartes e capas de CD´s como na série “Choro Carioca: Música do Brasil” lançada em 2006, e “Camerata Brasilis” de 2011. Atualmente, além de sua atuação como artista plástico, é professor do curso de Artes e Design da UFJF. 

Pincel cancioneiro, que trabalha a tela com camadas de fundamentos. Das tintas, faz ouro e lã, com formas e cores compõe cenas de nossas tradições e ancestralidade. Um toque de poesia e atinge o devaneio com pé no chão, nos dan­do uma aula de pintura brasileira.

 

Exposição “Imagem Recitativa”

Local: Casa do Choro (Rua da Carioca, 38 – Centro)

Classificação: Livre

Preço: Gratuita

Horário: De segunda a sexta, das 17h às 20h; sexta também de 11h às 14h.

Desenvolvido pelo Laboratório Ipê.